terça-feira, 26 de novembro de 2013

Pô, isso tá é uma merda mesmo.

Um brasileiro designer e ilustrador adicionou-me no linkedin e perguntou se me podia contactar para tirar umas duvidas acerca do mercado de trabalho português. Pensei que a ideia dele seria trabalhar como freelancer a partir de lá, mas depois percebi que não, ele quer mesmo vir para cá com a mulher. Os sogros são portugueses e diz ele que São Paulo é muito violento, por isso quer sair de lá.

Se indicar o caminho já me é algo mui difícil, mais difícil é a responsabilidade de tentar dar um cenário de um mercado de trabalho a cair aos bocados, mas sem querer desfazer os sonhos ou ambições de ninguém. Esforcei-me para não roçar o trágico, o que às tantas se tornou impossível, principalmente quando ele me diz que não se muda por menos de 2000€. Pareceu-me um valor tão irreal que nem soube amaciar um "então não venhas". Num mundo em que as notícias estão tão à mão de semear, como é que se mantém aquela imagem tão idealizada de Portugal?

Não acho que lhe tenha mudado as ideias, nem quero ter essa responsabilidade, espero que ele consiga perceber por si próprio que vir para cá trabalhar no supermercado enquanto a mulher só arranja trabalho nas limpezas não é uma mudança para melhor, por pior que seja o ponto de partida (acho que isto também serve para muitos portugueses).

Pensando melhor, acho que podia ter reduzido todo o meu blá blá blá com "isto tá é uma merda mesmo, deixa-te ficar onde há petróleo".


10 comentários:

  1. esse gajo vai na contra corrente... Os brasileiros daí a virem praticamente todos para cá e ele a querer ir para aí. enfim...
    (se quiseres, atualiza o meu endereço na tua barra de links, esse que tens não mostra as atualizações, n sei pq...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi por isso que quando me contactou parti do principio que ele queria trabalhar como freelancer. Mas impressionou-me a ilusão que ele tinha de Portugal, quase que me senti envergonhada de lhe dizer que aqui muita gente ganha 485€ e mesmo assim ele não acreditou muito.

      (O teu link agora é diferente, já não diz blogspot, mas de qualquer maneira não funciona :/ dá erro quando coloco na lista.)

      Eliminar
    2. Depende da profissão que ele tem, as pessoas precisam de parar de focar em quem ganha 485 euros e passar a focar em quem ganha 3000 ou mais, é sério isso... o efeito mental que isso tem, o foco nos 458, é desastroso. Juro por deus... e n tem nada a ver com encarar a realidade. tu crias a tua própria realidade quando te focas no que quer que seja, é só isso que vês.
      Talvez precises de atualizar o endereço do feed: http://www.ecaequeeessa.com/feed ou pôr o www. antes do endereço. Não sei exatamente como funciona, mas sei que a S*, por exemplo, consegue linkar no blog dela com o endereço novo.) Bjo

      Eliminar
    3. Mas eu estava a referir-me à area em que ele trabalha (e eu). Tentei ser o mais realista possível, mas era impossível não focar o dramático, tenho imensos amigos desempregados ou a ganhar muito pouco e pouco é mesmo isso, os 485€-500€. Não me cabia a mim dizer lhe que era uma loucura, mas também receio que alguém largue tudo o que tem à procura de um futuro melhor que aqui pode não existir, sobretudo para um brasileiro acabado de chegar.

      Eliminar
  2. Enfim...
    (vejo que conseguiste, puseste www. ou o url do feed? conta-me tudo :D)
    Bjo, gracias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pus o endereço que deste: http://www.ecaequeeessa.com/feed

      já tinha tentado antes, mas sem o www que pelos vistos faz a diferença.

      Eliminar
    2. Olha tentei comentar no teu blogue e aparece-me um erro a dizer que o tempo captcha (??) expirou..tentei duas vezes abrindo a janela de novo e deu o mesmo erro.

      Eliminar
  3. e quando tentaste enviar não foi? achava que ele dava esse erro mas depois ia... pqp... obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se tivesse ido apareciam-te dois comentários iguais.

      Eliminar

Digo eu de que: