terça-feira, 13 de dezembro de 2016

The Road Not Taken

Há dias em que me lembro do fosso que existe daquilo que tinha imaginado que seria ser adulta e aquilo que está a ser. So responsible, practical, logical.

Há dias em que acho que isto não é assim tão mau e é aproveitar o melhor que tem para dar. I'm still standing anyway.

Mas na maioria dos dias, vou de um sentimento ao outro, em segundos. Faço zoom out à minha vida e a mim própria e só vejo a mancha de sentimentos mesclados e indecisos, quando queria mesmo era ver tudo límpido e claro. Fuc** it. Let It Be.

4 comentários:

  1. Tens toda a razão. Penso nisso imensas vezes e a minha vida é essa mistura de sentimentos.

    ResponderEliminar
  2. Acho que é normal para quem pensa, sente profundamente, somos todos cheios de sentimentos contraditórios, porque trazemos muito na nossa memória, trazemos muitos desejos, muitos medos, muitas experiências. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Mixed feelings, deste lado também.
    É verdade que não queria voltar aos 20 (não gostei dos meus 20) mas não me imagino com 37. E às vezes fico sem saber se o "ser adulto" não é apenas andar a fingir que já somos crescidos, que controlamos perfeitamente todas as emoções, que nunca fazemos birra quando na verdade somos exactamente o que sempre fomos (há quem já seja adulto quando nasce), só que com dores nas "cruzes".
    Enfim, let it be...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. idem. não queria voltar atrás, mas acho que estou sempre a voltar aquela sensação de que tudo era possível. pois, acho que não controlo emoções nenhumas, talvez as disfarce melhor. vamos navegando.

      Eliminar

Digo eu de que: