terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Robin Valentim Hood

E eu que me dei conta que me roubaram um livro da caixa do correio? Ontem saí de casa ao fim do dia, vi-o na caixa do correio mas pensei que já estava pesada o suficiente para o passear por Lisboa. Quando voltei à noitinha já lá não morava. Nem queria acreditar, quem é que se dá ao trabalho de tal coisa? Roubar livros não é um bocadinho fora de moda?

Pensei em mil planos diabólicos: meter ratoeiras dentro da caixa, meter uma câmara, meter um pacote bonitinho disfarçado de livro e que dentro dizia "eu sei o que andas a fazer e onde vives" (só que não), meter um aviso a dizer aos senhores do correio para entrarem e me porem tudo à porta (como fazem carinhosamente os senhores da book depository com os livros que não cabem no correio), enviar um email a todos os vizinhos para se porem à escuta, mas depois pensei, que com um bocadinho de sorte, hoje alguém o está a receber de presente. Ou isso ou está na feira da ladra.

6 comentários:

  1. Tristeza, realmente. E estás a lidar com isso com imenso desportivismo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei com quem me chatear :/ E estou com esperanças que o book depository me envie outro se lhes disser que não recebi este. Mas mandei um email para os vizinhos a contar o que aconteceu, para estarem atentos e terem cuidado.

      Eliminar
  2. Bem...a feira da ladra é as terças e sábados, queres companhia ;) :P

    ResponderEliminar
  3. A ideia da ratoeira não é má, não senhora, que aquilo ainda dói bastante. Ou então uma coisa deste género também não era mau pensado: https://www.youtube.com/watch?v=Lxe4FAI-g6s
    :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha! E com o tempo que isso demora a carregar, é mesmo diabólico :P

      Eliminar

Digo eu de que: